domingo, 25 de outubro de 2009

Estou de Volta!!

Só que estou em um novo blog:
http://sermagraemelhor.blogspot.com/
Estou aguardando a visita e o apoio de todas vcs!!!
Mil bjus e obrigada por tudo!!!

domingo, 12 de outubro de 2008

Solidão...


Pessoal, primeiramente venho agradecer os comentários postados, que confesso que li agora!!! Sorry!
Eu fiquei muuuuito tempo afastada do blog e do orkut, mas continuei firme na Mia, pois graças a ela perdi 10 Kg! E pretendo emagrecer mais, até chegar ao meu ideal de perfeição!
Agora, vou atualizá-la diariamente, pois através dela que consigo expor melhor os meus sentimentos. Estava a muito tempo com os sentimentos reprimidos, e aquilo estava me fazendo muito mal...
Ultimamente sinto falta de ter um namorado... Não é como das outras vezes, essa está se tornando mais dolorosa, profunda e difícil de ser superada.
Quando me relaciono com os homens, geralmente, são relacionamentos totalmente superficiais, ou que se limitam somente a sexo.
Sinto muita inveja das mulheres com seus respectivos companheiros. Percebo, na maioria delas, que seus estilos de vida são bem diferentes: elas podem enxergar mais além, com mais expectativa, sonham mais, são mais felizes...
Deve ser tão gostoso, sentir amada por alguém, sentir o conforto e o calor do beijo, principalmente nas noites frias.
A solidão machuca, me faz ficar a flor da pele, me faz chorar por qualquer motivo, até os motivos mais tolos. As vezes eu tento me conformar com a solidão, tentar lidar com isso, mas está ficando mais difícil.
Fiquei uma semana sem ir a academia, pois, fui mandada dia 3 (sexta) e fiquei arrasada. Durante os dez meses que fiquei na empresa, fiz muitos amigos e doeu muito. Chorei três dias e três noites, foi onde aquela solidão que eu já sentia piorou ainda mais.
Juntamente com a solidão veio a compulsão que me fez ficar reclusa em casa, mandando currículos por e-mail, comendo compulsivamente, deitada no sofá com aquele vazio...
O que me animou um pouco, foi um telefonema de uma empresa, onde enviei meu currículo, me chamara para uma entrevista. Uma luz no fim do túnel finalmente!!
Amanhã vou voltar a ativa: farei a entrevista (tomara a Deus que dê certo!), vou recomeçar a dieta, tomando apenas líquidos e tomar aquela dupla que dá sempre certo: laxante x diurético!
Eliminar tudo o que consumi durante esses dias. Não sei se alguém chegou a experimentar antes, mas, com esses santos remedinhos, consigo emagrecer 3Kg de um dia para o outro!
Na terça eu vou voltar com tudo na academia, bastante aeróbico, para recuperar o tempo perdido.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Abandonei para ser normal...


...Mas não dá!
Fiquei um longo tempo sem Ana e sem a Mia, queria ser uma pessoa normal: de bem com a vida, comer com moderação (claro), sem contar calorias, sem restrições e sem uso de laxantes e compania.
As vezes quando me dava ataque de compulsão, simplesmente, trancava minha boca no dia seguinte, como qualquer pessoa normal faria.
No fundo queria me aceitar como sou, ser amada como sou, mas infelizmente as coisas não aconteciam como eu sonhava...
Esses dias conheci um rapaz na internet, que no começo o achava maravilhoso!
Pensei comigo: ele vai ser a minha cura da auto-estima, pois ele vai gostar de mim pelo que eu sou!
Ele mora bem próximo da minha casa e ele é lindo! Ficamos juntos ele me ligava sempre, frenquantava minha casa nos finais de semana, até que eu fui percebendo essa semana o quanto ele está distante de mim.
Sempre quando ele marcava um dia para saírmos, sempre acontecia algo para não dar certo. Mais a frente fui descobrindo que, na verdade, ele mesmo estava colocando esses obstáculos para não sair comigo...
Não dei outra: me distanciei!
Isso já havia acontecido comigo antes e circunstâncias quase semelhantes: no começo pura empolgação, para depois fugir! Antes que acontecesse de novo, me toquei e eu mesma decidi me distanciar, sem falar nada... simplesmente sumir!
Conclusão: Os homens com quem eu saio, simplesmente tem vergonha de sair comigo.
Eles até demonstram uma certa empolgação, mas de repente vou percebendo as coisas esfriarem, principalmente quando o assunto é sair, me apresentar aos amigos ou a família.
Eu sou gorda e enquanto eu não mudar essa realidade, jamais vou encontrar um amor...
Estou fora dos padrões e uma pessoa como eu dificilmente consegue ser feliz, sempre será deixada de lado isolado dos outros.
O que mais me revolta, é certas pessoas - hipócritas - que criticam meu ponto de vistas e de outras meninas como eu que são pró Anas / Mias, nos chamando de vazias, de loucas, de doentes e como uma mulher escreveu no meu scrap hoje: "- Quer se matar? Se mata sozinha!"
Se eu tiver que morrer até preferia, sim.
É muito duro viver cercada de preconceitos e rejeições, é demais para mim, como ser humano e como mulher, que sente nescessidades de um companheiro do sexo oposto!
Poxa, queria ser normal, encontrar uma boa pessoa, me casar e ter filhos. Eu sonho em me ver vestida de noiva chegando ao altar, trocar as alianças com o homem da minha vida, sair da porta da igreja e ser recebida com chuvas de arroz, com petalas de rosas.
Dançar valsa, tomar champanhe com nossos braços entrelaçados.... como manda o figurino!
Eu já tenho 26 anos, vou fazer 27 esse ano. Continuando assim, gorda, vou chegar aos 30, 40, 50... solteira e se for pra viver dessa forma, que sentido tem viver???
Não dá para continuar viver, só e mal amada, cercada de preconceitos, até dentro da minha própria casa!
Estou sentindo uma tristeza tão profunda... não dá para me distanciar da Ana e da Mia!
Elas são as minhas amigas especiais, que abandonei várias vezes, mas só que dessa vez, não vou mais abandonar!
Elas são o meu alicerce a minha felicidade plena!


quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Sonho ruim...


Essa noite tive um sonho ruim...
Na verdade, foi bom eu ter sonhado com isso, pois me serviu de alerta, para não desviar do meu caminho!
No meu sonho eu e minha família fomos convidados a almoçar na casa do meu ex-namorado e sua esposa. Ela estava linda... e eu me mordendo de inveja! Só sei que foi horrível pois minha mãe não parava de elogiá-la e compará-la comigo:
- Nossa!! Como a Alcione está linda!! - E realmente estava!
Lembro que no sonho, ela estava com uma babylook e um short bem curtinho estava com um corpo, cabelo e pele impecáveis!
A parte ruim, é que no sonho estava me sentindo muito humilhada!! Eu não conseguia encarar ninguém de frente, por mais que tentava me esconder, não conseguia, não tinha saída! E minha mãe o tempo todo dizendo:
- Tá vendo? Se vc tivesse magra aquela aliança estaria no seu dedo, e não no dedo dela! Quando vc vai acordar??
No meu sonho eu só chorava! E por mais que tentava eu não conseguia fugir daquela casa...
E eu acordei... assustada!
Esse sonho me fez fazer uma reflexão da minha vida:
Voltei no tempo que eu e o João ficamos pela primeira vez, no seu pedido de namoro, do seu carinho, da nossa primeira vez, do seu distanciamento, das minhas dúvidas e esforços para manter o nosso relacionamento ... e do fora.
Esse sonho que tive, essas reflexões que estou tendo agora, estão me deixando um pouco triste. Me faz pensar do quanto eu sou uma pessoa solitária... Sempre quis casar com o João, ter filhos com ele - tanto que chegamos a tocar no assunto quando namoravamos... E agora ele e a Alcione, devem estar contando os dias para o "grande dia"... e eu aqui na batalha diária...
As vezes é bom olharmos os nossos erros e decepções do passado, como uma lição para o nosso presente, pois se eu tivesse me cuidado enquanto estava com o João, seria comigo que ele se casaria.

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Muita força!!!


Estou no meu terceiro dia de líquidos!!!! Estou muito feliz e ao mesmo tempo, surpresa com tanta força que encontrei dentro de mim, para superar a dor da fome!
Confesso que ontem, no jantar, foi sofrido pra mim sentir o cheiro da comida recendiando a casa, mas, aquela força dentro de mim foi tão grande, que superei e depois de um tenpinho a fome foi embora!
Antes disso, a tarde, eu e minha mãe estavamos preparando juntas uma sopa que uma das minhas tias receberam de um médico e passaram pra mim, prometendo ótimos resultados.
A minha prima - do qual minha mãe vive elogiando - emagreceu horrores só tomando essa sopa no jantar e nas outras refeições fechando a boca. Ao mesmo tempo que fiquei constrangida ao ser comparada (cruelmente com minha prima), me senti fortalecida ao fazer a tal dieta.
E estou indo superbem. Quem quiser na próxima postagem eu mando a receita!
Bjus a todos(as)!

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Estou de volta...



Primeiramente agradeço a todos vcs por estarem visitando meu blog, postando comentários, de coração, fiquei muuuuitísssimo contente. Muito Obrigada!!!
Geralmente esse blog costuma ser atualizado, quase que diariamente, mas, de uns tempos pra cá, aconteceram muitas coisas na minha vida que, acabei sem querer, me distanciando do meu objetivo.
Tudo começou ao descobrir, que, o meu ex-namorado vai se casar em dezembro. Confesso que me chocou muito, pois, é duro depois de tudo que ele me fez passar e no final das contas, ele ter se saído bem na história toda e eu ficando para trás sem ninguém... Me senti injustiçada, pois queria que ele pagasse, engolisse cada palavra que me disse ao me dar o fora.... mas tudo bem, fazer o quê? Paciência!
Quando estava com ele, eu estava um pouco acima do peso ideal, mas aquilo não me incomodava muito... Ia a academia de vez em quando, só que não era muito disciplinada com dietas... estava feliz comigo mesma e acreditava que o João (meu ex) gostava de mim pelo que eu era... Ledo engano!
Depois de uns três meses de namoro, ele começou a ficar mais distante de mim e eu cada vez mais apaixonada! Depois de uns cinco meses, após eu ter adiado uma viagem com os meus pais pra ficar com ele, ele me olha e diz que gosta de mim como amiga, que na verdade estava tentando gostar de mim!
Ao ouvir aquilo tudo, meu chão se abriu!! E ainda não acabou!!!
Ao questionar a nossa intimidade, ele pediu para que eu não misturasse as coisa, que para ele era como atuar em um filme pornô!
No começo do nosso namoro parecia que ele estava superafim de mim, tanto que ele me pediu em namoro, depois do nosso terceiro encontro.
Eu demorei para superar, cheguei a ficar doente, engordei muuuuuuito, passei a fumar - hoje em dia não consigo passar um dia sem um cigarrinho do lado.
A minha vida no geral, deu um giro de 360º, tudo mudou: meu modo de ver o mundo principalmente. Hoje as pessoas mais próximas e minha mãe também, me acham muito radical, na minha maneira de pensar e agir.
Eu penso em namorar outro cara, só quando eu chegar ao meus sonhados 50kg, talvez 45Kg, pois se eu tivesse me cuidado mais, eu não teria sofrido uma grande decepção ou então não teria tanta dificuldade em arrumar outro amor e dar a volta por cima! Disso eu tenho certeza!
De uma coisa se pode ter a certeza: "Ninguém gosta de ser gordo(a), muito menos de um"
Tirei essa lição nesse final de semana que passei em Valinhos (próx. a Campinas) na casa dos meus parentes.
Já sofro pressões dentro de casa, com minha mãe que não para de me medir dos pés a cabeça e fazendo gestos negativos em seguida, e pedindo pelo amor de Deus, para eu emagrecer o mais rápido possível e eu sempre respondendo: "-Estou tentando, mãe!"
Quando o João terminou comigo, a primeira coisa que minha mãe falou: "Talvez, se vc tivesse emagrecido..." e "Se cuida minha filha!"
Minha mãe está certa em me pressionar, o mundo lá fora é cruel com pessoas acima do peso, pois o mundo é dos magros e não dos gordos!
Sofro pressões por todo o lado, até nas reuniões de família, que eles não podem me ver que ficam soltando dicas para perder peso!
Antes de ir embora, minha tia chegou em mim de canto e disse que não estou legal e que muita gente, nas minhas costas, ficam reparando e dizendo do quanto eu estava gorda.
Confesso que ouvir aquilo foi duro pra mim, ao chegar em casa fiquei chorando escondida, me achando uma fracassada.
Pensei: - Com a Ana estava indo tão bem, por que eu abandonei? Por que joguei tudo fora?
Depois de saber que o meu ex iria se casar, a compulsão voltou com tudo e por mais que eu tentasse eu não conseguia me livrar e ficava recorrendo a Mia o tempo todo e não consegui sair mais do peso, estacionei! Se eu tivesse ficado só com a Ana eu teria emagrecido mais e conseqüentemente, ouviria elogios ao invés de críticas e conselhos para perder peso!
Quem estiver lendo esse blog agora, pensem:
Nunca, em hipótese nenhuma, abandonem um objetivo, por mais doloroso e difícil que seja!
É mais válido a dor da fome, da barriga roncando, do que a dor da rejeição, do constrangimento!
Tem um filme que adoro, que se chama "Memórias de Uma Gueixa" já assisti ele umas 10 vezes!
Óntem ao assistí-lo novamente, lembro de uma personagem chamada Mameha ao aconselhar sua protegida Sayuri, dizendo: "O sofrimento e a beleza andam lado a lado..." E é a mais pura verdade.
Estou no segundo dia de dieta a base somente de líquidos e, nunca imaginei como aquela situção toda me fez acordar para realidade. Tanto que, estou somente a base de Activia Light e Capuccino Diet, mas estou tão fortalecida que não sinto fome.
Ao chegar em casa e sentir o cheiro da comida da minha mãe, eu me lembro daquele final de semana, todos os meus parentes caçoando de mim, que só me dei conta com o alerta de uma das minhas tias, dos namorados que perdi, e todas as pressões e preconceitos que já passei, que me sinto muito forte a ponto de ignorar a fome!
Um conselho: A fome é passageira, tomem água, pois ser aceita é válido do que qualquer prato de comida!

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Progresso!!!!


Fiquei um tempo sem escrever, por conta das depressões e angustias que havia sofrendo, em função da dieta... E, como qualquer outro vício, tem aquelas crises de abstinências, recaídas, etc.
Nas recaídas, buscava a mia e nos meus progressos, a ana... e como resultado, quero compartilhar com vcs o começo de minha vitória!!!
Não me pesei na balança, ainda, mas estou notando o meu progresso pelas roupas e pelas reações das pessoas, do meu trabalho. Da minha família apenas algumas pessoas notaram: minha mãe, meu pai e minha avó... de resto ninguém percebeu, mas... tudo bem, já é um passo!
A cada passo conquistado, por pequena que seja, tem que ser valorizado e estou muito feliz!
No sábado, após o banho e enrolada na toalha, abri o guarda-roupa e verifiquei algumas calças que ficam apertadas em mim. E, pra minha surpresa: me serviram como uma luva!!! Quase chorei de emoção!!!
Me fez lembrar de uma colega de trabalho que, conversando com uma amiga ao telefone, no desabafo sobre suas frustrações para perder peso ela soltou: -" Eu não vou enfiar o meu dedo na guela!" E, ao se recusar a entrar no estilo de vida que adotei a algum tempo e com resultados, ela está a cada dia mais gorda e infeliz.
Os(as) moralistas que me desculpem, mas, ser ana vale a pena!!